SEGA Dreamcast - Um Console mal aproveitado

Olá, galera! Sou Jonatas Berto e estou aqui com mais uma coluna semanal de games, no Espora Games! O tema de hoje será o console Dreamcast, da Sega, um dos melhores consoles já feitos, porém mal aproveitado. Já compartilhe a coluna e vamos lá! História O Dreamcast nasceu em 1998, como um dos primeiros videogames da história a suportarem gráficos em 3 Dimensões. Foi o sucessor do fracassado Sega Saturn e vinha com a promessa de bater de frente com o videogame mais famoso da época, o Sony Playstation. Após o fracasso do Saturn, a Sega decidiu criar um console completamente novo, inclusive com "hardware" (configuração interna) completamente refeito. Após muitas discussões internas, ficou decidido que o novo console usaria o motor gráfico "Videologic PowerVR2", da "NEC". Era um motor gráfico completamente diferente, que deu gráficos únicos para o Dreamcast. Nenhum outro console tem gráficos parecidos com os deste videogame graças a essa escolha que eliminava os gráficos em pixels e esticados do Playstation I, que se tornariam obsoletos. O Dreamcast também se tornou único graças a sua mídia. No fim dos anos 90 a tecnologia de "CD-ROM" estava em alta e a Sega decidiu desenvolver sua própria mídia de CD's. Assim nasceu o "GD-ROM". Com preço de produção equivalente e capacidade maior de armazenamento, também era a esperança do fim da pirataria para os jogos do Dreamcast. Outro detalhe interessante é que o nome Dreamcast é uma junção das palavras "Dream" (sonho em inglês) e "Broadcast" (transmissão, em inglês). Então o nome do videogame refletiria a transmissão de sonhos para o jogador. O Dreamcast foi lançado oficialmente no Japão em 1998, sendo divulgado um ano mais tarde para o mercado norte-americano e europeu. Jogos Famosos O Dreamcast não possui uma extensa lista de jogos lançados, como Playstation e Xbox, mas tem sim grandes games. Alguns "best-sellers" do console são: Sonic Adventure e Sonic Adventure II (alguns dos primeiros jogos em 3 dimensões do ouriço azul), Sega Rally Championship (jogo de corrida com temática de "Rally", onde a competição é em pistas de terra), Shenmue I e II (um RPG extremamente avançado para sua época e tido como o melhor jogo já produzido pela Sega na história), os jogos de basquete e futebol americano desenvolvidos pela "Visual Concepts" e Virtua Fighter (jogo de luta muito famoso principalmente no Japão). O Dreamcast também recebeu os sucessos de tiro em primeira pessoa Quake III: Arena e Unreal Tournament. SEGANet A Sega lançou em 2000 o serviço online Seganet. Com o Seganet o jogador poderia conversar com outros jogadores, enviar e-mails, surfar nos sites da internet e, claro, jogar com outros jogadores do mundo inteiro, ao preço de 22 dólares por mês. O serviço fez com que jogadores do mundo inteiro pudessem jogar jogos como Quake III: Arena, Unreal Tournament e Bomberman de forma online e foi um diferencial para o console na época. Os poucos serviços online de consoles na época eram precários e o Playstation I não possuía serviço online. Por que deu errado? O Dreamcast possuía um desenvolvimento interessante, boa lista de jogos e tinha de tudo para decolar. Então, por que raios ele não deu tão certo como o esperado? Vamos listar os motivos em tópicos: - Foi lançado no Japão em 1998, com apenas 4 jogos disponíveis para compra. Isso desanimou muitos fãs na época. - Após um grave problema de desenvolvimento dos "chips" gráficos da "NEC", a Sega teve de suspender as pré-vendas do console no Japão. Essa suspensão causou a indignação dos usuários asiáticos e fez com que o console nunca chegasse ao número de vendas esperado na Ásia. - A EA Games, maior produtora de jogos na época, decidiu não lançar nenhum jogo para o Dreamcast pois queria um contrato de exclusividade na produção de jogos de esporte para o console. A Sega rejeitou essa exclusividade pois havia comprado a desenvolvedora "Visual Concepts" que fazia jogos de esporte para o console. - A mídia GD-ROM se mostrou um erro. Jogadores descobriram que os jogos do Dreamcast podiam ser gravados em uma mídia normal de CD, sem que o Dreamcast identificasse a diferença entre mídias. Desta forma, se tornou um dos consoles mais pirateados na história. - O Dreamcast havia chegado para ser o concorrente direto do Sony Playstation I. Porém, apenas um ano após o lançamento do videogame da Sega, a Sony anunciou o Playstation II, com processamento melhor, gráficos melhores e muito mais tecnologia. Dessa forma o Dreamcast rapidamente se tornou um console obsoleto e foi engolido pelo novo Playstation. - A Sega nunca conseguiu recuperar o investimento feito no Dreamcast. Assim, a empresa nunca mais lançou um console novo. O Dreamcast foi um console de alta tecnologia e com iguais altas expectativas quanto a seu sucesso. Sua produtora, porém, apresentou falhas banais em seu lançamento e teve o azar de lançar um console que um ano depois já estaria obsoleto. O Dreamcast, porém, é um grande console e é muito procurado até hoje por gamers do mundo inteiro, sendo uma peça rara, e cara de ser encontrada. É um grande console que infelizmente se tornou um fracasso comercial. Eu sou extremamente suspeito para falar pois possuo um grande fascínio por este console de logomarca espiral e desejo tê-lo num futuro bem próximo. Assim vamos chegando ao fim de mais um Espora Games, a sua fonte semanal de cultura e histórias curiosas! Compartilhe com seus amigos jogadores e nos siga nas redes social! Muito obrigado pelo apoio de sempre.

Esporada neles Galo!!!

Imagem Divulgação: Sega


Posts Em Destaque