Galo erra muito, vacila no fim, sai derrotado e cai na tabela

Salve salve MASSA. Novamente apresentando falhas principalmente no setor defensivo, o Atlético, depois de empatar o jogo por duas vezes, levou um gol no último minuto e saiu mais uma vez de campo com derrota. Mas ao contrário do que se viu contra o Grêmio, ontem contra o Palmeiras a equipe teve poder de reação e até me arrisco a dizer que fez uma boa partida. E se não fosse o erro grotesco de Juninho no primeiro lance, logo no início do jogo, o Galo teria sim todas as condições de vencer. Claro que sofreu pressão do adversário. Mas a equipe alvinegra atacou mais e também teve maior número de posse de bola.

A bola rolou e o que se percebeu foi uma equipe mais bem armada pelo técnico Thiago Larghi. Elias como meia de origem um pouco mais centralizado, Chará na direita como atuava pela ex equipe, Luan na esquerda com Ricardo Oliveira na frente. No meio José Welison com Matheus Galdezani na marcação. Lá atrás os mesmos que vinham atuando. Os jogadores alvinegros buscaram no início por um de bola afim de não deixar o Palmeiras crescer e empolgar seu torcedor. E logo no início aos 2 minutos, Juninho, que veio emprestado do próprio Palmeiras, se embolou num lance bisonho, uma falha grotesca e a bola sobrou para Moisés. Livre de perna esquerda ele bateu no canto de Victor, que sem reação nada pode fazer. O Palmeiras se animou e foi pra cima, depois de cruzamento na área alvinegra a bola foi afastada e sobrou novamente para Moisés. De fora ele acertou um belíssimo chute e a bola pegou no travessão. Passada a pressão inicial e o gol, as coisas se equilibraram e aí o Galo conseguiu implantar seu jogo.

A equipe passou a dominar e o porco já não encontrava tanto espaço, as chances foram aparecendo e o empate parecia próximo. Era questão de tempo. Ricardo Oliveira perdeu um gol incrível, Weverton fez grande defesa. A zaga alviverde bateu cabeça e a bola sobrou livre para Luan, mas Weverton novamente fez boa intervenção. Fim de primeiro tempo, e ao meu ver placar injusto.

Começa a segunda etapa e as equipes voltam as mesmas. O Galo voltou mais ligado e se lançou ao ataque em busca do empate. Aos sete minutos após belo chute de primeira de Galdezani. Weverton deu rebote e na sobra Luan apareceu livre e só empurrou para as redes, empate do Galo. A virada parecia estar próxima o time alvinegro era melhor em campo e se lançava com muito mais perigo na frente. Mas num lance de pura infelicidade, David Terans que tinha entrado há pouco tempo no lugar de Luan, coloca a mão na bola próximo a meia-lua da grande área. Houve muita demora para a cobrança. Na batida Bruno Henrique com grande precisão acerta o ângulo de Victor que foi mas não achou a bola. Trinta minutos do segundo tempo, porco 2 a 1. Castigo para o Atlético que dominava o jogo.

Novamente o Galo foi para o ataque e depois de uma grande jogada de Elias na área, ajeitou para Chará. O "The Predator" alvinegro com um belíssimo chute de perna esquerda colocou no ângulo de Weverton, empate do Galo 2 a 2. O Galo seguia no ataque e perdendo chances. E aos 49 minutos de jogo em um lance de grande repercussão e muita reclamação dos atleticanos. Ricardo Oliveira dividiu a bola com Edu Dracena que caiu. O atacante alvinegro ganhou o lance e partiria para o ataque junto de Elias contra apenas um defensor do Palmeiras. O árbitro parou o lance e marcou falta contra o Galo. Na cobrança houve uma desatenção de toda defesa alvinegra, inclusive de Victor que saiu caçando borboletas. A bola foi ajeitada para Bruno Henrique livre e de cabeça mandou a bola para as redes. Final de jogo 3 a 2 Palmeiras. Houve muita reclamação e Matheus Galdezani acabou expulso e assim como Luan que recebeu o terceiro cartão amarelo, desfalcarão a equipe quarta-feira contra o Paraná no Independência. Certo é que a equipe já demonstrou outra atitude diante do Palmeiras, o técnico Thiago Larghi colocou jogadores como Elias e Chará em suas devidas posições. O time teve outro comportamento e principalmente a entrada de Matheus Galdezani deu mais consistência no meio, a bola com ele e José Welison chegou com mais qualidade ao ataque. De negativo fica as atuações de Gabriel e Juninho. Infelizmente esses dois jogadores estão muito mal e sem índice técnico para vestirem o manto alvinegro.

É preciso reagir e logo, a parada para a Copa não foi boa para o Galo. Nessa volta fomos de segundo a quarto lugar e podemos ainda ao fim da rodada cair para a quinta colocação. Precisamos logo reencontrar o caminho das vitórias.

Saudações Alvinegras! Esporadas neles Galo!

Imagem Reprodução: Rede Globo

--

Espora 13

Facebook: @espora13oficial

Grupo Facebook: @grupoespora13

Grupo Facebook: @esporafa

Grupo Facebook: @esporagames

Twitter: @espora13

Instagram: @espora13

Youtube: TV Espora 13

Liga no Cartola

Campeonato Espora 13

Loja Espora 13

Facebook: @LojaEspora13

Twitter: @LojaEspora13

Instagram: @lojaespora13

www.espora13.com.br


Posts Em Destaque